Mitos e Verdades sobre os Dentes

Ao falarmos da saúde da boca, é muito comum que surjam algumas dúvidas sobre o tema. Por isso, é imprescindível atentar-se a determinados pareceres, porque não é bom acreditar em tudo o que é dito por aí.

Clique e tire suas dúvidas sobre a saúde dos olhos 🙂

Ninguém melhor que os especialistas para sanar as dúvidas sobre os mitos e verdades dos dentes. Assim, deixamos algumas dicas e desmistificamos aquilo que é comum de se ouvir, mas que está totalmente errado. Os principais assuntos fazem parte dos critérios relacionados a gengiva, fio dental, pasta de dente e afins.

Goma de mascar sem açúcar ajuda a combater as cáries – MITO

As cáries podem ser prevenidas a partir de boas escovações e utilização de fio dental de forma completa, auxiliadas de um bochecho com flúor. O chiclete que não contém açúcar não provoca cárie, porém não há comprovação de que o mesmo faça a prevenção da condição.

Ainda, o excesso de mastigação de gomas de mascar podem desencadear a fadiga do músculo, acentuando problemas na articulação têmporo mandibular (ATM) e condições relacionadas ao problema de bruxismo.

A extração dos sisos é obrigatória – MITO

Os dentes dos sisos, de forma geral, não disponibiliza de espaço na boca para que cresçam corretamente. Por isso, em grande parte das situações, o siso nasce desproporcional ao posicionamento, de modo a empurrar a arcada dentária, gerando possíveis inflamações de tecidos em volta.

Entretanto, se há um posicionamento correto, não tem porque extrai-lo. Porém, isso acontece em casos muito pequenos.

Bicarbonato de sódio auxilia efetivamente no clareamento dos dentes – MITO

O bicarbonato de sódio jamais deve ter utilidade com o objetivo de clareamento dos dentes. O bicarbonato tem abrasividade em alta função e usá-lo de forma inadequada por causar desgastes exagerados do esmalte dos dentes, provocando danos muito sérios.

Há outros produtos para clarear os dentes que não danificam ou causam prejuízos aos esmaltes dos dentes. O bicarbonato deve ter utilidade apenas pelos dentistas com o intuito de fazer uma higienização na superfície do esmalte.

O flúor promove o fortalecimento dos dentes sensíveis – VERDADE

O flúor auxilia muito em relação a sensibilidade dos dentes, por meio do procedimento de remineralização que ele causa. Hoje, contudo, há maneiras mais eficazes de melhor os dentes sensíveis, utilizando métodos sem dor, com laser e que tragam eficácia.

Enxaguantes bucais possibilitam a substituição de escovação – MITO

Os enxaguantes bucais só complementam a higienização da boca, e por isso, utilizar aqueles com flúor em sua composição pode ter melhor eficácia. Escovar e utilizar fio dental são fatores mais adequados.

Escova dura promove uma limpeza melhor – MITO

A escova jamais pode ser dura. Ele deve ser macia que de pequena extensão. A escovação deve promover uma massagem na gengiva, sem a utilização de força, que pode gerar retração gengival e também o desgaste do esmalte.

Ao visitar o especialista, procure a orientação de como fazer a escovação correta. Deve-se fazer a escovação da língua, dos tecidos próximos e das bochechas, visto que nessas áreas há também bactérias em acúmulo, gerando hálito ruim.

É necessário utilizar grandes porções de creme dental – MITO

Colocar quantidade em excesso na escova não traz benefícios. Só haverá desperdício do creme, sem que aumente as vantagens.

A escovação noturna é a principal e mais relevante higienização – VERDADE

É muito importante escovar os dentes por, pelo menos, 3x ao dia e utilizar o fio dental em todas elas. Porém, o momento de maior relevância para a escovação é a noite, quando o alimento permanece por maior tempo em acúmulo.

Chá verde determina o escurecimento dentário – VERDADE

Consumir de forma regular o chá, de mesmo modo que o café e refrigerantes, ou quaisquer produtos com corante, provocam dentes escuros de forma rápida.

Se gostou deste artigo sobre os mitos e verdades sobre os dentes, compartilhe com seus amigos nas redes sociais.